Who was that handsome hipster cop?

O policial federal Lucas Valença, que ficou conhecido como Hipster da federal, foi morto nesta quarta-feira (2/3), às 23h30, ao tentar entrar em uma propriedade rural em Buritinópolis, Goiás. Com Metrópoles

De acordo com o registro de ocorrência, ao qual a coluna teve acesso, o dono da fazenda, Marcony dos Anjos, estava em casa com a mulher e a filha de 3 anos quando “ouviu barulhos de gente em volta da sua casa e uma gritaria com diversos xingamentos falando que naquela casa havia um demônio”.

Em seguida, Valença teria desligado o padrão de energia e arrombado a porta. No escuro, Marconny então teria dito a Valença que ele fosse embora, o que não aconteceu.

Com medo, o dono fez então um disparo de espingarda na direção de Valença. Ao religar a luz, viu que tinha acertado o policial federal e chamou a Polícia Militar.

“Segundo relatos de amigos e parentes, a vítima era policial federal e se encontrava em surto psicótico desde o dia anterior”, finaliza o boletim.

Lucas Valença ganhou notoriedade ao fazer a escolta do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, quando o político foi preso em 2016.

O policial, que chamou a atenção por causa do seu visual hipster, reapareceu em 2021 na busca por Lázaro Barbosa, que ocorreu em meados de 2021 no estado de Goiás.

Policial que ficou conhecido como hipster da Federal é morto a tiros em  Goiás - Congresso em Foco