O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL), quer gostem ou não, se transformou em um dos nomes de maior destaque na política paraibana nos últimos tempos.

O parlamentar é líder da oposição ao Governo do Estado na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e, também, ‘bolsonarista’ de primeira linha, no tocante à defesa incontestável a todos e quaisquer atos emanados pelo atual presidente Jair Bolsonaro que hoje está no PL, partido para o qual o paraibano já avisou que também irá migrar para ficar mais perto do chefe do Executivo Nacional.

Cabo Gilberto é aquele parlamentar que faz política no grito, na aglomeração, nos protestos, nas gravações de vídeos, nas provocações, mas, é assim que ele consegue destaque, inclusive, fora da mídia, porque, quer gostem ou não, ele sabe marcar presença onde chega e, até, nas redes sociais, onde acumula cerca de 250 mil seguidores com quem engaja pelo menos duas vezes por dia.

Por ser policial militar abraçou as causas da categoria da qual faz parte e comprou inúmeras ‘brigas’ públicas com o Governo do Estado para que direitos, por anos negados aos militares paraibanos, fossem, finalmente concedidos pela gestão de João Azevêdo (PSB).

No tocante à apresentação de demandas e proposituras, o deputado foi o mais produtivo de todos os 36 parlamentares da ALPB em 2021 ao apresentar ao longo do ano legislativo quase 150 Projetos de Lei (PLs).

De tanto marcar presença, Gilberto chegou a ser cogitado como mais um nome possível para a disputa do comando do Governo do Estado da Paraíba, nas Eleições 2022, pela linha radical ou, como alguns insistem em chamar, da ‘direita raíz’.

Cabo Gilberto Silva, que iniciou na política apenas em 2018, quando foi eleito para o primeiro mandato de deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com pouco mais de 23 mil votos totalizados (1,13% dos votos válidos), mesmo sendo ‘novato’, fez um nome na política paraibana onde, hoje, é constantemente lembrado… do Litoral ao Sertão… quer gostem ou não.